paenesite

 

PROGRAMA DE APOIO AOS ESTUDANTES COM NECESSIDADES ESPECÍFICAS - PAENE

A partir das demandas originadas com o ingresso de pessoas com deficiência, e em atendimento ao Programa Institucional de Desenvolvimento do Estudante-PDE/FURG, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis-PRAE implementou o Programa de Apoio aos Estudantes com Necessidades Específicas-PAENE. Uma das ações centrais do PAENE refere-se à concessão de bolsas aos estudantes de graduação para o acompanhamento às pessoas com necessidades específicas no âmbito de suas atividades na Universidade, visando à acessibilidade e a permanência.

A seleção para os bolsistas ocorre no início de cada ano letivo, por meio de edital específico, divulgado em: www.furg.br e www.prae.furg.br

O Programa apresenta duas modalidades de bolsas, sendo que um estudante com necessidade específica poderá contar com mais de um bolsista, dependendo das suas necessidades de permanência e acessibilidade:
• uma bolsa para permanência em sala de aula, na qual o bolsista deverá acompanhar as aulas, auxiliando e acompanhando o estudante com necessidades específicas;
• uma bolsa de acompanhamento para auxílio das ações fora da sala de aula, como, por exemplo, localizar e retirar um livro na biblioteca.

Para mais informações sobre o PAENE, procure a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis!

CAAPE/DIDES/PRAE: (53) 32935088


Sugestões para a convivência com pessoas com deficiência

• Não faça de conta que a deficiência não existe. A deficiência é uma característica muito importante da pessoa e precisa ser considerada devidamente;
• A pessoa com deficiência é como todo mundo: pode ter dificuldade em algumas atividades e facilidade em outras;
• As pessoas com deficiência têm o direito de assumir responsabilidade por suas próprias decisões, podem e querem fazer isso;
• Quando quiser alguma informação de uma pessoa com deficiência, dirija-se diretamente a ela e não a seus acompanhantes ou intérpretes;
• Pergunte antes de ajudar. Sempre que quiser, ofereça ajuda. Sempre espere sua oferta ser aceita, antes de ajudar. Sempre pergunte qual é a forma mais adequada para ajudar;
• Não se ofenda se a oferta for recusada. Nem sempre as pessoas com deficiência precisam de ajuda;
• Se você não se sentir confortável ou seguro para fazer alguma coisa solicitada por uma pessoa com deficiência, procure outra pessoa que possa ajudar;
• Não exclua as pessoas com deficiência das atividades comunitárias. Estimule a participação e deixe que elas decidam como e se querem fazer;
• Trate as pessoas com deficiência de acordo com a sua faixa etária. Se for criança, trate como criança, se for jovem, trate como jovem;
• As pessoas com deficiência são pessoas como você. Têm os mesmos direitos, os mesmos sentimentos, os mesmos receios, os mesmos sonhos.